Com honras, corpo de militar morto na Antártica é enterrado no Rio

Sepultamento ocorreu 16 dias após a chegada do corpo ao Brasil. Militar ia ser árbitro internacional de judô, disse um amigo no velório.

Corpo de militar foi enterrado na tarde desta quinta (Foto: Carolina Lauriano/G1)

O corpo do militar Roberto Lopes dos Santos, morto durante um incêndio na Estação Comandante Ferraz, na Antártica, foi enterrado por volta das 15h30 desta quinta-feira (15), no cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio. O sepultamento, acompanhado por cerca de 150 amigos e familiares, ocorreu 16 dias após a chegada do corpo ao Brasil. O incêndio ocorreu na madrugada do dia 25 de fevereiro.

Com honras fúnebres, o sepultamento do militar teve a presença de uma guarda, que fez três salvas de tiros no local. Depois disso, foi feito um minuto de silêncio. O caixão foi coberto com a bandeira do Brasil e, após o sepultamento, a bandeira foi dobrada e entregue à família do militar. Além da bandeira nacional, um cartaz com a foto e frases em homanagem a Roberto foi colocado em cima do caixão.

A mãe do militar, Nair Lopes dos Santos, lembrou do filho com carinho após o enterro. “Ele sempre foi meu herói, desde que ele nasceu. Ele sempre desejou estar na Marinha. Por livre vontade dele que estava na Antártica”, disse ela, emocionada.

O corpo de Santos foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro no dia 28 de fevereiro. Os exames de DNA foram concluídos na última sexta-feira (9), mas somente nesta quarta (14) a família recebeu a notícia que o enterro havia sido marcado.

Amigo de mais de 20 anos de Roberto, o também militar e professor de judô primeiro-sargento Edimilson Jikings contou que que a família de Roberto reclamou da demora da liberação do corpo para o sepultamento. “Estão todos bastante abalados, essa demora toda para fazer o enterro piorou. Acho que faltou um pouco de boa vontade da Marinha. Apesar de terem dado toda a assistência social junto com a mulher dele, a parte do IML deixou a desejar”, afirmou.

Militar ia ser árbitro internacional de judô, diz amigo em velório

Segundo Edimilson, Roberto Lopes dos Santos queria ser árbitro internacional de judô e já havia passado em uma prova antes da viagem. “Ele era cabo e eu era marinheiro quando a gente se conheceu, fazendo judô na Marinha”, disse. “A gente participou de muitas competições, viajamos o Brasil todo com o judô, ele era federado”, completou.

De acordo com o amigo, Roberto dava aula de judô em uma academia em Nilópolis. Um dos alunos do mestre esteve no velório e se emocionou. “Agora é dar continuidade ao que ele deixou”, disse Walace Moraes, de 18 anos, 9 deles aprendendo judô com o militar.

Eletricista e intrutor de combate a incêndio, Roberto morreu em serviço, tentando combater as chamas que atingiram a estação brasileira na Antártica. “Ele era apaixonado por aquilo lá. Tudo que que ele fazia era com vontade, com dedicação”, disse o amigo Edimilson.

Roberto serviu à Marinha por 29 anos. A viagem à Antártica foi a terceira da vida dele. O militar deixa esposa e dois filhos, uma jovem de 18 anos e um menino de 14, que acompanharam o sepultamento vestidos com a camisa do Flamengo, time do militar. O filho de Roberto colocou o cap do pai militar durante o enterro e foi embora com ele.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Política Relevantes

Ebrahim Raisi, presidente do Irã, morre em queda de helicóptero

post-image

O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, morreu aos 63 anos na queda de um helicóptero, confirmou o Ministério das Relações Exteriores do Irã nesta segunda-feira (20).

Raisi, que foi eleito em 2021 e tinha mandato até 2025, era a segunda pessoa mais importante do Irã, atrás apenas do aiatolá Ali Khamanei, líder supremo do país e de quem o atual presidente era um protegido e possível sucessor. Segundo o blog da Sandra Cohen, a morte de Raisi deve disparar uma disputa feroz pelo cargo.

Segundo a imprensa oficial iraniana, o helicóptero caiu numa região montanhosa do Irã em razão das más condições climáticas durante um voo que transportava Raisi e outras autoridades que voltavam do Azerbaijão.

A queda da aeronave ocorreu entre as aldeias de Pir Davood e Uzi, na província iraniana de Azerbaijão Oriental,…

Read More
Política

Lula cobra agilidade de ministros para liberação de auxílio a moradores do RS

post-image

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cobrou agilidade de ministros para a liberação do auxílio a moradores do Rio Grande do Sul que foram afetados pelas enchentes.

Muitas pessoas perderam itens pessoais, roupas, eletrodomésticos, móveis, carros e até mesmo as casas em que moravam.

A cobrança foi feita ao longo de um almoço no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, em Brasília, neste sábado (18).

O pagamento do benefício no valor de R$ 5,1 mil foi anunciado nesta semana e é voltado às famílias que sofreram perdas nas enchentes. A medida provisória que autoriza os pagamentos já foi publicada, mas a portaria com os detalhes da liberação dos valores ainda está sendo construída.

Os ministros relataram ao presidente os principais desafios para garantir que os pagamentos…

Read More
Política Relevantes

Pesquisa: para 55% da população, Lula não merece ser reeleito em 2026

post-image

Por Rosana Hessel

A primeira edição da pesquisa Genial/Quaest sobre a eleição presidencial de 2026 mostra que, se a eleição fosse hoje, 55% da população não daria nova chance ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Enquanto isso, 42% apoiam a reeleição do petista e os 3% restantes, não sabem ou não responderam, de acordo com o levantamento divulgado ontem.

A pesquisa mostra que 47% dos eleitores poderiam votar para reeleger Lula, mas 49% rejeitam o atual chefe do Executivo. E, assim como na eleição de 2022, Lula tem maior apoio no Nordeste, onde o percentual dos entrevistados que dariam nova chance ao petista é de 60%. Entre os mais pobres, o atual presidente mantém a popularidade, pois entre os que ganham até dois salários mínimos 54% votariam no petista contra 43% que responderam o contrário….

Read More
Política

Período de fechamento do cadastro eleitoral se estenderá até o dia 5 de novembro de 2024

post-image

Desde a última quinta-feira, dia 9 de maio, o cadastro eleitoral está encerrado para solicitações de alistamento, transferência e revisão eleitoral.

O período de fechamento do cadastro se estenderá até o dia 5 de novembro de 2024, conforme determina a Resolução Nº 23.737, de 27 de fevereiro de 2024, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Após essa data, o cadastro será reaberto e o atendimento aos eleitores será retomado nas unidades da Justiça Eleitoral em todo o país.

Os 150 dias em que o cadastro eleitoral permanecerá fechado são destinados à organização das Eleições Municipais de 2024, que ocorrem no dia 6 de outubro (1º turno) e, nos municípios em que  houver 2º turno, acontecerá no dia 27 do mesmo mês.

Alguns serviços permanecerão disponíveis pela internet, como a emissão de certidões…

Read More
Política Relevantes

Eleitora apresenta documento falso em atendimento do TRE-BA e é conduzida em flagrante para Polícia Federal

post-image

Uma mulher foi conduzida em flagrante para a sede da Polícia Federal em Salvador, no bairro Água de Meninos, depois de apresentar documento de residência falsificado durante atendimento no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). As informações são do Bahia Notícias, parceiro da redeGN.

De acordo com o TRE-BA, o episódio aconteceu nesta segunda-feira (6), quando um servidor da 11ª Zona Eleitoral e a Polícia Judicial do TRE-BA notaram a conduta da eleitora do interior da Bahia. 

A Corte confirma que este é o segundo caso flagranteado pelo TRE-BA em menos de uma semana. “O Órgão segue atento nessa reta final de fechamento do Cadastro Eleitoral para coibir práticas ilícitas, que implicam na segurança das eleições”, afirma o tribunal em nota.

Após a realização do boletim de ocorrência, a suspeita foi levada para audiência…

Read More
Política Relevantes

Governo e Congresso preparam ‘orçamento de guerra’ com pacote de socorro ao RS

post-image

O governo federal e o Congresso Nacional discutem a elaboração de um “orçamento de guerra” com um pacote de socorro ao Rio Grande do Sul. O Estado enfrenta uma calamidade devido às chuvas, que deixaram 75 mortos, além de desaparecidos e desabrigados. Em várias cidades, há imóveis destruídos, além de estradas e pontes colapsadas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) levou uma comitiva de ministros, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, para visitar as áreas atingidas.

Ao levar o grupo para o Rio Grande do Sul, o objetivo do governo é construir um pacote de socorro com respaldo financeiro e jurídico, assim como ocorreu na pandemia de covid-19. O governador do Estado, Eduardo Leite, afirmou que a situação exige um tratamento de “pós guerra”.

No momento,…

Read More
Política Relevantes

Investimentos de mais de R$ 65 milhões em obras de pavimentação e melhorias para Campo Formoso são anunciados

post-image

Ontem, sábado (4), o governador Jerônimo Rodrigues visitou o distrito de Pacuí, em Campo Formoso, onde anunciou uma série de investimentos e o início de importantes obras para o município.

Os projetos divulgados ultrapassam a marca de R$ 65 milhões, com destaque para o início das obras de pavimentação em dois trechos da Rodovia BA-220, totalizando 45 km.

O primeiro trecho, entre Tuiutiba e Vila dos Pauzinhos, terá uma extensão total de 32 km, com um investimento de R$ 26,7 milhões. Já o segundo trecho, entre Vila dos Pauzinhos e Araras, contará com 13 km de pavimentação, representando um investimento de mais de R$ 11,4 milhões.

” Isso aqui é o significado da importância que nós damos à interiorização do desenvolvimento. Passar um carro em uma pista feita com asfalto, o carro transporta uma…

Read More
Política Relevantes

Não vai ter limite orçamentário para ajudar o RS, diz ministro

post-image

O governo federal irá montar um escritório permanente em Porto Alegre para acompanhar as operações de socorro ao estado, que vive a maior tragédia de sua história por causa das fortes chuvas. 

Os ministros da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, e da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, irão neste sábado para a capital gaúcha. 

Em entrevista à TV Brasil, o ministro Paulo Pimenta disse que o escritório funcionará até que todas pessoas sejam resgatadas. Centenas de famílias estão ilhadas em diversas áreas do estado com difícil acesso em razão do alto volume dos rios e o mau tempo e 68 pessoas estão desaparecidas. Mais de 8 mil pessoas já foram resgatadas.

O governo federal já disponibilizou embarcações para os resgates, caminhões, retroescavadeiras para desobstrução das vias….

Read More